TUDO SINTETIZADO EM TORNO
DE LUIZ EDUARDO LAGES

por LUIZ EDUARDO LAGES

LUIZ EDUARDO LAGES

LUIZ EDUARDO LAGES


"GENEALOGIA DE LUIZ EDUARDO LAGES"
(TEXTO EM PORTUGUÊS, COM POSSIBILIDADES DE VER EM INGLÊS, ESPANHOL, FRANCÊS, ALEMÃO E ITALIANO)

NOME COMPLETO: LUIZ EDUARDO MUNIZ FREIRE DE LIMA LAGES.

NOME USADO: LUIZ EDUARDO LAGES.

NACIONALIDADE: SUECA (SUÉCIA).

RESIDÊNCIA: ESTOCOLMO, SUÉCIA, ONDE RESIDE DESDE 1968.

NACIONALIDADE ORIGINAL, DO NASCIMENTO ATÉ AOS 30 ANOS DE IDADE: BRASILEIRA, NASCIDO NO RIO DE JANEIRO, ANTIGO DISTRITO FEDERAL.

DATA DE NASCIMENTO: 20 DE JANEIRO DE 1947, ÀS 09:15 HORAS, NA ANTIGA "CASA DE SAÚDE E MATERNIDADE DR. ARNALDO DE MORAIS", ATUAL "HOSPITAL SÃO LUCAS", NA TRAVESSA FREDERICO PAMPLONA, EM COPACABANA,
RIO DE JANEIRO, BRASIL.

SUA FAMÍLIA MORAVA NA RUA SOROCABA, EM BOTAFOGO, ONDE FOI GERIDO, TENDO SEUS PAIS LÁ RESIDIDO ATÉ SER COMPLETADA TODA SUA GESTAÇÃO, ATÉ O NASCIMENTO, COMO DITO ACIMA, NA "CASA DE SAÚDE E MATERNIDADE DR. ARNALDO DE MORAES", NA TRAVESSA FREDERICO PAMPLONA, COPACABANA (ATUAL HOSPITAL SÃO LUCAS), PARA EM SEGUIDA RETORNAR À SUA RESIDÊNCIA NA RUA SOROCABA, EM BOTAFOGO, ONDE DEU OS PRIMEIROS PASSOS.
SEU GENITOR, MARIO LUIZ DE LIMA LAGES, NASCEU E FOI CRIADO EM BOTAFOGO E SUA GENITORA, RACHEL MUNIZ FREIRE DE LIMA LAGES, NATURAL DE COPACABANA, POSTO 6, ONDE, ALÉM DE NASCER, CRESCEU E VIVEU TODA A SUA INFÂNCIA E ADOLESCÊNCIA, RESIDINDO NO POSTO 6.
LUIZ EDUARDO LAGES DESCENDE DOS FUNDADORES DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO.

CRIAÇÃO: NO BAIRRO DA GÁVEA, TENDO RESIDIDO DESDE QUE SE DEU POR GENTE NA RUA JARDIM BOTÂNICO, NÚMERO 321, LOCAL NOBRE DA ZONA SUL DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO, NA ALAMEDA BEM EM FRENTE AO PARQUE LAGE, VIZINHO DA SEDE NÁUTICA DO CLUB DE REGATAS VASCO DA GAMA, QUE FICA NO QUARTEIRÃO ATRÁS, ÀS MARGENS DA LAGOA RODRIGO DE FREITAS.

PROFISSÕES: JORNALISTA, CRONISTA, REDATOR, HISTORIADOR, ALTO CARGO GOVERNAMENTAL ESTATAL DE FISCAL DE RENDA NO BRASIL, RADIALISTA DE LÍNGUA PORTUGUESA DA RÁDIO SUÉCIA INTERNACIONAL, PROFESSOR DE PORTUGUÊS NA SUÉCIA, DAS ESCOLAS DE ESTOCOLMO À UNIVERSIDADE DE ESTOCOLMO. TAMBÉM PROFESSOR DE PORTUGUÊS EM DIFERENTES ESCOLAS PRIVADAS E DO ESTADO PARA FUNCIONÁRIOS E ACADÊMICOS QUE IRIAM EXERCER SUAS ATIVIDADES NAS EMPRESAS SUECAS NOS PAÍSES DE IDIOMA PORTUGUÊS, EXPLICITAMENTE NO BRASIL OU EM PORTUGAL E SUAS PROVÍNCIAS ULTRAMARINAS. DA MESMA FORMA, PROFESSOR DE PORTUGUÊS, TANTO FALADO EM PORTUGAL, COMO NO BRASIL, TENDO ALUNOS DE PORTUGAL, BRASIL, ANGOLA, MOÇAMBIQUE, CABO VERDE, SÃO TOMÉ E PRÍNCIPE, GUINÉ BISSAU, MACAU (PERTENCENTE À CHINA), ALÉM DE GOA E DIU NA ÍNDIA, PARA PESSOAS QUE FALASSEM OU TIVESSEM O PORTUGUÊS COMO IDIOMA MATERNO. AULAS OBRIGATÓRAS POR LEI, FINANCIADAS PELO GOVERNO SUECO. TUDO ISTO, ALÉM DE DAR AULAS DE PORTUGUÊS PARA DIFERENTES EMPRESAS QUE ENVIAVAM OU ENVIARIAM FUNCIONÁRIOS ACADÊMICOS PARA EXERCEREM POSIÇÕES DE DESTAQUE EM DIFERENTES NAÇÕES. FOI TAMBÉM TRADUTOR OFICIAL JURAMENTADO PARA O GOVERNO DA SUÉCIA. LUIZ EDUARDO LAGES TEVE O IMPORTANTE CARGO DE "ASSESSOR TÉCNICO DA COMISSÃO DE TURFE DO JOCKEY CLUBE DE SÃO PAULO", NO JOCKEY CLUB DE SÃO PAULO, NO HIPÓDROMO DE CIDADE JARDIM, NA CAPITAL DO ESTADO DE SÃO PAULO, NA ADMINISTRAÇÃO DO PRESIDENTE JOÃO ADHEMAR DE ALMEIDA PRADO EM 1976 E, DEPOIS DE TER SIDO PROPRIETÁRIO DE CAVALOS DE CORRIDA (P.S.I), A PARTIR DE 1967 (COMO FORAM SEU PAI E SEU AVÔ PATERNO DESDE 1953). ANOS MAIS TARDE, A PARTIR DE 1999, FOI CRIADOR, PROPRIETÁRIO, IMPORTADOR E EXPORTADOR DE CAVALOS DE CORRIDA (PSI). FINALIZANDO ESTE CURRÍCULO RESUMIDO, LUIZ EDUARDO LAGES FOI, DURANTE MUITOS ANOS, CORRESPONDENTE CREDENCIADO DO BRASIL DA REVISTA VISÃO E DIVERSOS ÓRGÃOS GOVERNAMENTAIS, INCLUSIVE DA REVISTA DA MARINHA BRASILEIRA, TENDO, IGUALMENTE, SIDO O ÚNICO CORRESPONDENTE BRASILEIRO NA SUÉCIA DE VÁRIAS REVISTAS ESPORTIVAS. TUDO ISTO REGISTRADO NO DEPARTAMENTO DE IMPRENSA DO MINISTÉRIO DE RELAÇÕES EXTERIORES DA SUÉCIA, REGISTRO ANUAL DESTE MINISTÉRIO (EM SUECO, "SVERIGES UTRIKESDEPARTEMENT"), COM MATÉRIAS IMPORTANTES DE VULTO, COM RECONHECIMENTO INTERNACIONAL.

OUTRAS REALIZAÇÕES: ARGUMENTO, TEXTO, ROTEIRO, DIREÇÃO, MONTAGEM E PRODUÇÃO DE CINEMA.
IGUALMENTE, ARGUMENTO, TEXTO, DIREÇÃO, MONTAGEM E PRODUÇÃO DE PEÇAS DE TEATRO.

PRINCIPAL FILME E MONTAGEM TEATRAL: O FILME "PALLADIUM" (1967), UM EXCELENTE TRABALHO NO CINEMA, NA ÉPOCA UMA OBRA COM ESTILO INÉDITO, TENDO LUIZ EDUARDO LAGES DIRIGIDO E PRODUZIDO, ALÉM DE RESPONSÁVEL PELO ARGUMENTO, TEXTO, ROTEIRO E MONTAGEM.

NO TEATRO, A PEÇA "PARTICIPAÇÃO" (1971), CONSIDERADA, NA ÉPOCA, PELA CRÍTICA ESPECIALIZADA, MELHOR PEÇA TEATRAL MONTADA, TENDO LUIZ EDUARDO LAGES CRIADO O ARGUMENTO, ESCRITO, DIRIGIDO, PRODUZIDO E ENCENADO!
EM AMBAS AS PRODUÇÕES, NO FILME "PALLADIUM" E NA PEÇA "PARTICIPAÇÃO", TAMBÉM ATUOU COMO ATOR PROTAGONISTA.

ÚLTIMA REALIZAÇÃO: MONTAGEM, COM SUCESSO, DA PEÇA MUSICAL "ESTÃO VOLTANDO AS FLORES",
ENCENADA EM 2008.

PRÓXIMO PROJETO PARA 2018: O FILME "TERRENO BALDIO", PROGRAMADO PARA SER RODADO EM MEADOS DE 2018, COM ESTREIA PREVISTA PARA FINAIS DE 2018, INÍCIO DE 2019. AINDA COMO ATOR PROTAGONISTA, ENTRE 1966 E 1970, ATUOU EM FILMES E PEÇAS DE PAULO EDUARDO TORRE, DESTACANDO-SE O FILME "A QUEDA" (1967), QUE MUITO SUCESSO FEZ EM DIVERSOS FESTIVAIS DE CINEMA PELO BRASIL E AS PEÇAS "ENTRE QUATRO PAREDES" E "A PROSTITUTA RESPEITOSA", AMBAS DE AUTORIA DE JEAN-PAUL SARTRE, ALÉM DE "A MORATÓRIA", DE JORGE ANDRADE, ONDE FEZ O PAPEL DE MARCELO. PAULO EDUARDO TORRE, FALECIDO AINDA JOVEM EM 1994, FOI UM EXCELENTE JORNALISTA, ESCRITOR, AUTOR E DIRETOR DE TEATRO E CINEMA. FOI GRANDE AMIGO DE INFÂNCIA E ADOLESCÊNCIA DE LUIZ EDUARDO LAGES, TENDO AMBOS FEITO O GINÁSIO E A FACULDADE DE FILOSOFIA JUNTOS. JÁ CONSAGRADO NO MEIO ARTÍSTICO, SUA MORTE PREMATURA FOI UMA GRANDE PERDA PARA O CINEMA E O TEATRO BRASILEIROS.

LUIZ EDUARDO LAGES EXERCEU O JORNALISMO DESDE OS 16 ANOS DE IDADE. TEVE COLUNAS NOS TRÊS PRINCIPAIS JORNAIS DE VITÓRIA, ESPÍRITO SANTO. NO JORNAL DE MAIOR TIRAGEM, "A GAZETA", SUA COLUNA INTITULAVA-SE "OPINIÃO" E TRATAVA DE TODOS OS ASSUNTOS, DIÁRIOS E HISTÓRICOS, ASSIM COMO DE OUTROS SEGMENTOS DA SOCIEDADE BRASILEIRA E UNIVERSAL, COMO TEMAS POLÍTICOS, SOCIAIS, CULTURAIS, AMBIENTAIS E ECONÔMICOS. NO JORNAL, "O DIÁRIO", TINHA TAMBÉM UMA COLUNA DIÁRIA INTITULADA "TEATRO E CINEMA". NO JORNAL, "A TRIBUNA", ONDE COMEÇOU, SUA COLUNA INTITULAVA-SE "MISCELÂNEA" E, COMO O TÍTULO INDUZ, TRATAVA DE TODOS OS ASSUNTOS, DA ATUALIDADE OU DE OUTRAS ÉPOCAS.

OUTROS DETALHES COMPLEMENTARES IMPORTANTES E MAIS DETALHADOS SOBRE AS PROFISSÕES CITADAS ACIMA: LUIZ EDUARDO LAGES, AINDA ADOLESCENTE, EXERCEU OS CARGOS DE CONFIANÇA, ESPECIALMENTE CONVIDADO E NOMEADO DIRETAMENTE PELO ENTÃO ATUAL GOVERNADOR DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO, CRISTIANO DIAS LOPES, INICIALMENTE NA PRESTIGIOSA INSTITUIÇÃO "MOCCA" ("MOBILIZAÇÃO CÍVICA CONTRA O ANALFABETISMO"), EM FUNÇÃO ADMINISTRATIVA E POSTERIORMENTE NA FUNÇÃO DE "ESCRIVÃO AUXILIAR" NA SECRETARIA DA FAZENDA, NO CARGO DE "FISCAL DE RENDA".

ENTRE 1972 E 1993 FOI JORNALISTA, REDATOR E RADIALISTA NAS EMISSÕES EM PORTUGUÊS DA RÁDIO E TELEVISÃO SUECAS (SVERIGES RADIO E TV), NA SEÇÃO DE ONDAS CURTAS, QUANDO ERA DE FUNDAMENTAL IMPORTÂNCIA INFORMAR AO MUNDO O DIA A DIA E A HISTÓRIA DA SUÉCIA, NUM PROGRAMA QUE TINHA UMA AUDIÊNCIA DE MAIS DE 1 MILHÃO DE OUVINTES. ESTAS EMISSÕES DA RÁDIO SUÉCIA ERAM EMITIDAS EM SETE IDIOMAS! TAMBÉM EM ESTOCOLMO, LUIZ EDUARDO LAGES TRABALHOU COMO PROFESSOR DE PORTUGUÊS NAS ESCOLAS DE ESTOCOLMO (STOCKHOLMS SKOLOR), LECIONOU PARA ALUNOS QUE TIVESSEM, AO MENOS, UM DOS PAIS QUE FALAVAM O IDIOMA DE CAMÕES, COM A LEI DE AJUDA ÀS PESSOAS QUE TIVESSEM MAIS DE UMA LÍNGUA MATERNA. NESTAS AULAS TEVE ALUNOS DE PORTUGUÊS DE TODOS OS CANTOS E PAÍSES DO MUNDO (PORTUGAL, BRASIL, CABO VERDE, GUINÉ-BISSAU, ANGOLA, MOÇAMBIQUE, SÃO TOMÉ E PRÍNCIPE, TIMOR, E ATÉ GOA E DIU, NA ÍNDIA, E MACAU, ENTÃO POSSESSÃO PORTUGUESA, ATUALMENTE ANEXADO À CHINA). ESTAS AULAS VARIAVAM DE ESCOLAS DENTRO DA COMUNA DE ESTOCOLMO E ERAM DO SECUNDÁRIO À UNIVERSIDADE DE ESTOCOLMO.

PARALELAMENTE, LECIONOU PORTUGUÊS EM OUTRAS INSTITUIÇÕES SUECAS COMO "KV", "TBV", "SPRÅKKONSULT" E "LM ERIKSSON", ENTRE TANTAS, TENDO COMO ALUNOS BASICAMENTE EMPRESÁRIOS QUE IAM TRABALHAR EM PAÍSES DE LÍNGUA PORTUGUESA, PRINCIPALMENTE NO BRASIL E EM PORTUGAL.

LUIZ EDUARDO LAGES TEVE O IMPORTANTE CARGO DE "ASSESSOR TÉCNICO DA COMISSÃO DE TURFE DO JOCKEY CLUB DE SÃO PAULO", ENTÃO O MELHOR E MAIS PRESTIGIOSO CLUBE DE CORRIDAS DE CAVALOS P.S.I. DA AMÉRICA LATINA E ENTRE OS MELHORES DO MUNDO. ENTRE 1975 E 1976, CRIOU O "PRIMEIRO CAMPEONATO MUNDIAL PARA JÓQUEIS DO SEXO FEMININO", ENTÃO UMA GRANDE NOVIDADE NUMA ÉPOCA QUE HAVIA NO MUNDO INTEIRO DISCRIMINAÇÃO PARA AS JÓQUEIS DO SEXO FEMININO. LUIZ EDUARDO LAGES, ALÉM DE CRIAR O CAMPEONATO, CRIOU AS REGRAS E AS REGULAMENTAÇÕES, QUE FORAM SEGUIDAS AO PÉ DA LETRA NO MUNDO INTEIRO EM TODOS OS CONTINENTES. O PRIMEIRO CAMPEONATO FOI PATROCINADO PELO JOCKEY CLUB DE SÃO PAULO, ASSIM COMO OS TRÊS PRIMEIROS, EM 1975, 1976 E 1977. O JOCKEY CLUB BRASILEIRO, NA GÁVEA, RIO DE JANEIRO, TAMBÉM ORGANIZOU UM CAMPEONATO E, QUANDO TODO O SUCESSO QUE TEVE DESDE A PRIMEIRA EDIÇÃO ESTAVA CONSOLIDADO, PAÍSES IMPORTANTES COMO GRÃ-BRETANHA (INGLATERRA), FRANÇA, ALEMANHA, ITÁLIA, JAPÃO E AUSTRÁLIA, ENTRE TANTAS TRADICIONAIS NAÇÕES TURFÍSTICAS (COMO AS ENTÃO POSSESSÕES HONG KONG, DO REINO UNIDO E MACAU, DE PORTUGAL), RESOLVERAM TAMBÉM ADERIR E ORGANIZARAM (COMO ORIGINALMENTE ACONTECEU NO BRASIL, TODAS ESTAS ENTIDADES CONSEGUINDO ABSOLUTO SUCESSO), SEGUINDO, AO PÉ DA LETRA, AS REGRAS DE LUIZ EDUARDO LAGES! SEM DÚVIDA, FOI A ABERTURA DO MERCADO PARA A MULHER NO TURFE, NÃO SOMENTE COMO PÚBLICO TURFISTICAMENTE FALANDO, MAS TAMBÉM COMO PROFISSIONAL, COM TODO O RESPEITO QUE MERECE E É EXIGIDO! MULHER NO TURFE, NÃO SOMENTE COMO JÓQUEIS, MAS EM TODAS AS OUTRAS ATIVIDADES. TUDO ISTO COMEÇOU QUANDO LUIZ EDUARDO LAGES, EM 1972, COMO PRIMEIRO CORRESPONDENTE NA EUROPA, COM COLUNA PARA TODO O BRASIL, ESCREVENDO PARA A REVISTA "RIO TURFE", NA ÉPOCA A MAIS POPULAR, COM O MAIOR NÚMERO DE LEITORES DE TODAS OS SETORES ECONÔMICOS, PRESTIGIADA DENTRO E FORA DO PAÍS, PUBLICOU EM SUA COLUNA UMA ABRANGENTE REPORTAGEM SOBRE AS JÓQUEIS DO SEXO FEMININO QUE ATUAVAM NA SUÉCIA, DANDO ÊNFASE À JÓQUEI BRITA LUNDGREN, A POPULAR "BISSE", QUE ERA LÍDER DAS ESTATÍSTICAS NO SETOR EM TODO O PAÍS, ENTRE AMBOS OS SEXOS! ISTO GEROU O INTERESSE DO JOCKEY CLUB DE SÃO PAULO, ENTÃO NA ADMINISTRAÇÃO DO PRESIDENTE JOÃO ADHEMAR DE ALMEIDA PRADO, TALVEZ A MELHOR GESTÃO ENTRE TODAS QUE A RENOMADA PROMOTORA DE CORRIDAS DE CAVALO PURO-SANGUE INGLÊS (PSI) TEVE ATÉ HOJE. FORAM 16 PAÍSES PRESENTES, DE TODOS OS CONTINENTES, INCLUSIVE DA OCEANIA, NO CASO OS PRINCIPAIS TURFES DA REGIÃO E ENTRE OS MELHORES DO UNIVERSO TURFÍSTICO, AUSTRÁLIA E NOVA ZELÂNDIA. PARALELAMENTE, PORÉM SEM COMPETIR, APENAS PARA DEMONSTRAREM SUAS QUALIDADES E AJUDAR NA TROCA DE INTERCÂMBIOS ENTRE AS MELHORES ESCOLAS DE JÓQUEIS DO MUNDO, QUE ERA A ORIGEM DA IDÉIA DO CAMPEONATO PARA JÓQUEIS DO SEXO FEMININO, VIERAM TAMBÉM JÓQUEIS MASCULINOS DE TODOS OS GRANDES CENTROS DE CORRIDAS.

 

 

LUIZ EDUARDO LAGES

LUIZ EDUARDO LAGES

Jornalista, cronista e historiador

 

 

Voltar para a página principal de Luiz Eduardo Lages
E-mail: luiz.eduardo.lages@gmail.com